Entardecer do meu rio Jacuí...

Entardecer do meu rio Jacuí...
.. posso te afirmar que ¨contar histórias é trazer à baila, trazer à tona¨. Não é uma atividade inútil. Embora haja intercâmbio de histórias, quando duas pessoas trocam histórias como presentes mútuos, na maior parte dos casos elas chegaram a se conhecer bem.Alguns deitaram com a história e descobriram dentro de si mesmos e em profundidade todas as partes que se harmonizavam. Ao lidarmos com palavras e histórias estamos trabalhando com energia arquetípica, que é muito similar com a eletricidade.
Bem-vindo!

domingo, 26 de dezembro de 2010

O ano novo já vem!

Mais um ano se finda. Um novo ano começa.
Muitos nesta data escrevem sobre os desencantos do ano que passou e da esperança no ano que virá. Aquele bebê roliço e sorridente, banguela, de capa de revista, só de fraldinhas é extremamente comovente e nos passa mesmo a sensação de um ano novo promissor.
Mas quem já viveu como eu, muitos novos anos e outros que ficaram trás, tem que refletir sobre a criação e o motivo por estarmos aqui. Acho que tudo tem a ver com o amor. Essa tem que ser a diferença.
Estou aprendendo a amar. Muitos anos de vida, muitos casamentos, filhos, anos de convívio com o trabalho, com amigos, conhecidos, vidas e mortes.
Estou aprendendo a escutar, escutar com os olhos e ouvidos, escutar com a alma e com todos os sentidos. Escutar o que diz o coração, o que diz os ombros caídos, os olhos, as mãos irrequietas. Escutar a mensagem que se esconde entre as palavras corriqueiras, superficiais. Descobrir a angústia disfarçada, a insegurança mascarada, a solidão encoberta. Penetrar o sorriso fingido, a alegria simulada. Descobrir a dor de cada coração.
Aos poucos, estou aprendendo a amar. Aprendendo a aceitar as pessoas, mesmo quando elas me desapontam. Quando me ferem com palavras ásperas.
É difícil aceitar as pessoas assim como elas são e não como eu as desejo. Estou aprendendo a perdoar. Pois o amor perdoa, lança fora todo o medo.Apaga as cicatrizes. O amor não alimenta mágoas. Não cultiva ofensas com lástimas ou comiseração.
Como é difícil amar!
Todavia, tropeçando, errando, estou aprendendo.
Aprendendo a por de lado as minhas próprias dores, meus interesses, minha ambição, meu orgulho.. Como é duro amar.
Com o tempo tu vais aprendendo que para ser feliz com outra pessoa, tu precisas, em primeiro lugar, não precisar dela. Com o tempo a gente aprende a gostar de si mesmo, a cuidar de si e principalmente, a gostar de quem também gosta de ti.. ¨ O segredo é não correr atrás das borboletas.. , e sim, cuidar do jardim para que elas venham...¨ Simples, né?
Neste novo ano que se inicia, te digo que leia mais livros e assista menos tv. Um bom dia é aquele em que tu ris e também choras. Olha as pessoas nos olhos. Mantenha amigos por toda a vida. Não te preocupes com o que as pessoas estão pensando de ti. Sonha grande, arrisque, viva com alegria. Ama profundamente e com paixão. Admita os erros e corra a pedir perdão. Não procura te vingar. Paga o mal com o bem (o que é que tem?). Telefona com freqüência para tua mãe. Faz do teu lar um lugar alegre e de paz. Semeia com generosidade, pois da forma que semearmos, colheremos. Tua atitude e teu caráter são mais importantes do que tua aparência.
É tempo de nos abrirmos espontaneamente aos outros, trazer a beleza e a arte para a nossa vida, destruir todas as barreiras que nos impedem de amar, abrir todas as celas e cavernas onde prendemos aqueles e aquilo que amamos. Estes são meus votos de um Ano Novo e feliz! Seja feliz! E que venha 2011!

Um comentário:

  1. Indiquei teu blog para o selo de qualidade. veja as regras em http://normadaeducacao.blogspot.com/2011/01/selo-de-qualidade.html Parabéns!
    Norma

    ResponderExcluir